Fita de Moebius

humanismo – política – sci-fi – software livre – achismos

Archive for maio \16\UTC 2016

#ForaTemer: Desobediência Civil

Posted by Márcio Gonçalves em maio 16, 2016

fora_temer_22_INT

 

“Não há salvação: Michel Temer é um usurpador e seu governo não deve ser obedecido.”

Wanderley Guilherme dos Santos, no blog segunda opinião

Quem sou eu pra discordar do Wanderley… Em fevereiro de 1962, quando tinha apenas 26 anos, publicou um artigo entitulado “Quem dará o Golpe no Brasil”, antecipando o que viria a acontecer dois anos mais tarde. É um cientista político que realmente enxerga longe .

Levamos um golpe. É o caso, então, de começar a implementar a desobediência civil para executar um contragolpe. Botar o “Fora Temer” em prática.

Vejo a população dividida em três grupos. Julgo essencial avaliar os grupos para entender como o contragolpe pode ser dado.

Os três grupos

tres_grupos_2016

A figura acima sintetiza  a situação atual. Grupos de interesses convergentes usurparam o poder fingindo que fizeram um processo normal no legislativo. Inventaram o impeachment sem crime de responsabilidade para executar um golpe parlamentar.

A população está dividida em três grupos. O grupo 1, que apoia o golpe: pessoas com convicções de direita e extrema-direita e lobotomizados pela campanha antipetista da mídia. O grupo 2, que é contra o golpe: basicamente a esquerda e sua militância, mas também democratas convictos não necessariamente de esquerda. E o grupo 3, que não tem postura ativa de apoio ou rechaço ao golpe. É composto da grande maioria silenciosa de pessoas que sempre se viu longe demais do poder para ter qualquer influência, que vai levando a vida do jeito que der. Mas também é composto daqueles que, mesmo tendo uma postura crítica aos governos Lula/Dilma ficou assustado com o rumo que a coisa tomou, com o carnaval macabro de políticos corruptos que assaltou o poder. Ainda tem aquelas pessoas que não estão muito interessadas no assunto, não têm opinião formada, etc.

Creio que o grupo 3 é maioria. A adesão ou não-adesão deste grupo define o sucesso ou o fracasso do contragolpe. Foi assim também em 64. A divisão da população era, grosso modo, a mesma mostrada acima. A esquerda partiu pro tudo ou nada da guerrilha sem o apoio do “grupo 3” da época. Perdeu feio.

Os ditadores de 64 sabiam que tinham que agradar o “grupo 3” de alguma forma e, com prosperidade baseada em dinheiro emprestado, criaram o “milagre brasileiro”. A sensação de bem-estar era tanta que o apoio ao ditador Médici era massivo. Depois veio a crise do petróleo, o estouro dos juros e acabou a festa. Acabou o apoio popular à ditadura de 64.

Os usurpadores de agora não querem agradar em nada o grupo 3. Só querem entregar nosso suor e nossas riquezas naturais pros Estados Unidos, enchendo a burra de dinheiro com isso. E vão justificar tudo dizendo que “estamos pagando a conta que o PT deixou”. Eu acho que isso só vai colar pro grupo 1. O grupo 3, entre calejado e cético, não vai engolir isso muito tempo. É aí que pode ser feita uma primeira ação.

Greve Geral

No dia em que forem votar o fim da CLT no Congresso, convém fazer uma greve geral. Eu sei que não é fácil, mas agora estou dando as ideias que acho apropriado para cada momento. Acredito também que o grupo 3 vai facilmente entender o quanto vai ser tirado dele. E como isso não tem absolutamente nada a ver com “herança maldita” do PT.

Acredito que os usurpadores já estão preparados para reprimir com violência algumas manifestações. Mas outras ideias podem ser postas em prática, que não facilitam a repressão do poder. É a desobediência civil.

Alguns exemplos:

Boicote à Globo

A Globo ainda é o centro do golpe. Boicotá-la é revidar e diminuir sua influência. Já estou num estágio que não vejo Globo, mas no dia que houver uma adesão de parte significativa do grupo 3, não tem novela que segure.

Capitalista sente mesmo é falta de dinheiro no bolso, então um outro bom boicote relacionado à Globo é boicotar seus principais anunciantes. Os anunciantes do jornalismo (se é que se pode chamar assim) e do futebol. Imagino que é o tipo de campanha que pode crescer via redes sociais, mas pode ter problema com alguns hábitos de consumo que alguns podem ter dificuldade de largar.

Muitas vezes as pessoas consideram que trabalho é uma obrigação sem prazer nenhum, enquanto o consumo é o ato em que elas fazem o que gostam. Este também é um empecilho para a próxima ideia de boicote.

Boicote aos shoppings

shoppingvazio

Greve é bom, mas “greve de consumidores” também pode ser legal. Já imaginou o shopping vazio num domingo em protesto contra os usurpadores? Em protesto contra os preços altos? A simbologia das pessoas recusando a se dirigir ao “templo do consumismo” é forte. Mas deve ser o boicote mais difícil de fazer. As pessoas são seduzidas pelos shoppings, sem contar que muita gente do “grupo 1” não vai aderir. Shoppings em áreas mais populares talvez ficassem mais vazios com o boicote. Pensa só num Shoping tipo o Norte Shopping do Rio, às moscas…

Boicote a Eventos Oficiais

Boa parte da autoridade que um governo tem é oriundo da concordância que as pessoas têm em segui-lo. Negar a autoridade dos usurpadores não implica confrontar fisicamente, mas não reconhecer sua autoridade, negá-la, ignorar solenidades, dar as coisas, vaiar, etc. Seguindo esta ideia,, chegamos no…

Boicote às Olimpíadas

Uma vez que as Olimpíadas do Rio vão ser usadas pelos usurpadores para projetar uma imagem boa sua, nada melhor do que ignorá-las olimpicamente e aproveitar todas as oportunidades pra denunciar os golpistas

Boicote ao Imposto de Renda

Se os usurpadores ainda estiverem ocupando indevidamente o poder executivo no ano que vem, podemos nos negar a pagar o Imposto de Renda até que venha um governo eleito, quando pagaríamos todos os atrasados. Também podíamos acrescentar a exigência de prisão do Cunha…

Botando a bola em campo

Bem, este foi mais um brainstorm para jogar várias ações que possibilitem o contragolpe, a queda dos usurpadores e, desejosamente, novas eleições presidenciais. Iagino que os que leiam tenham outras ideias e que do debate algo novo possa ser posto em prática.

É hora do #contragolpe

#ForaTemer

#cunhanacadeia

 

Posted in achismos, política | 1 Comment »